Foram cerca de 180 prefeitos.

Também estiveram presentes em reuniões, encontros, seminários e eventos políticos o vice-governador Carlos Brandão (PRB), a também senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania), além de deputados federais, estaduais e vereadores de todo o Maranhão.

E todas as conversas, bate-papos, discursos e ações giraram em torno de um personagem principal: o senador Weverton Rocha (PDT).

A reunião de prefeitos e lideranças em Brasília mostrou exatamente o tamanho da dimensão política hoje estabelecida pelo senador pedetista; dimensão esta que o próprio governador Flávio Dino (PCdoB) reconheceu, ao elogiar a unidade da base nos dias da Marcha de Prefeitos.

E o ápice foi um encontro na sede do PDT, em que Weverton reuniu toda a caravana maranhense.

A relação da presença de prefeitos em Brasília com Weverton Rocha é possível de se apontada por um fato simples: ele é o principal aliado e tutor do atual presidente da Famem, Erlânio Xavier (PDT), que foi seu coordenador de campanha.

Quem foi à capital federal – como participante ou acompanhante do evento que reuniu prefeitos – saiu de lá com a sensação de que Weverton está em plenas condições, hoje, de capitanear nova campanha majoritária no Maranhão.

Apontaram-no, portanto, como candidato a governador em 2022.

Mas esta é uma outra história…